Circo de horrores onde o horror somos nós

Circo de horrores
onde o horror
somos nós

Quem não lembra ou já não viu, mesmo em desenho ou filme, um circo? 

Isso mesmo, desde aquele antigo circo com tenda de lona, palhaço, cavalos e show de poodles, até o Cirque du Soleil, o modernão dos dias de hoje?

Com certeza já viram também o trem fantasma com seus inúmeros esqueletos e fantasmas assombrando a gente.

Pasmem, mas toda essa magia, encanto, talento e competência vêm se extinguindo através da morte da instrução e educação, fazendo surgir assim o maior circo de horrores de toda história da humanidade. 

Quando perdemos a escola, a informação, o conhecimento, surge com força a mediocridade que em sua evolução, se torna absoluta. A arte, a música, a escrita, a expectativa, o prazer, o reconhecimento dos valores, tudo enfim passa a ser avaliado e valorizado por uma baixa régua de qualidade. 

É por falta de preparo, de conhecimento e informação, uma obra do Matisse não passa de rabiscos sem sentido, uma boa música, não importa o gênero, se torna chata, pois provoca reflexão e são raros os que podem refletir. 

A vida caminha para uma grande grade de produção de robôs humanos que cantam a mesma música, vestem as mesmas roupas de sua tribo, comem a mesma coisa chamada de comida, se visitam pela rede social, tiram fotos de quase tudo que não vale a pena e perdem centenas de horas focando e pensando em assuntos supérfluos, sem valor, passando para frente um trilhão de fofocas sem sustentação como se fossem verdades absolutas. Tudo isso tem nome, chama-se mediocridade. E essa mediocridade instalada em toda a sociedade sem cultura básica, explodirá o mundo. 

A religião, a política, a economia, a justiça, os poderes estão comprometidos, pois estarão em mãos dessa humanidade medíocre que estamos formando. Um incompetente pode gerar grandes problemas, mas um incompetente com poder gerará o caos social, o horror de um futuro sem futuro. No Brasil, temos hoje a má qualidade de ensino na Educação, na Engenharia, na Medicina, no Direito e em todas as outras especialidades que podemos pensar. ESSA MASSA DESPREPARADA RECEBERÁ O BRASIL DO AMANHÃ.

O Circo de horrores que estamos vivendo e sendo coniventes com nossos votos equivocados, com a complacência da justiça e conformação do status quo está construindo uma nação da dancinha da garrafa, onde o quadril que vai rebolar em cima é o quadril de nossos filhos. Esse será nosso legado, o horror de uma nação burra, sem futuro e sem líderes competentes, com raríssimas exceções.

Não falei de marketing ou de comunicação para desafogar um pouco essa sensação perene de afogamento na privada.